O que é o método kanban e como ele surgiu


O método kanban nasceu nos anos 1940 e foi criado por Taiichi Ohno – um engenheiro da Toyota no Japão. Ele desenvolveu o "cartão kanban" para, na época, ajudar no gerenciamento de inventário da montadora, alinhando os níveis de estoque de acordo com o uso efetivo dos materiais para fazer os carros.


O recurso foi amplamente adotado por fábricas e, com o tempo, passou a ser aderido pelos times de desenvolvimento de software. David J. Anderson foi o responsável por popularizá-lo por meio do lançamento do seu livro "Kanban: Mudança Evolucionária de Sucesso para seu Negócio de Tecnologia", que trouxe dicas para que as equipes tornassem seus processos mais ágeis.


Como o mercado de tecnologia, no geral, exige mudanças rápidas e várias interações simultâneas, a metodologia ágil – um conjunto de ideias e princípios para gerenciar e desenvolver softwares – tornou-se quase uma premissa nas diferentes organizações. Ela, por sua vez, pode ser colocada em prática por meio do scrum (que falaremos sobre futuramente) e do kanban, que partem do mesmo princípio mas funcionam de maneiras diferentes.


Para que serve o método kanban?

Resumidamente, ele é utilizado para que o usuário tenha, a partir de uma configuração visual, uma noção do seu volume de trabalho – incluindo as tarefas que estão por vir, as que estão em andamento e as já concluídas. De acordo com David Anderson, a metodologia tem 5 fatores fundamentais: 1. sinais visuais; 2. colunas ou listas; 3. limite de trabalho em andamento; 4. comprometimento e 5. prazo de entrega.


Você já usou ou já ouviu falar no Trello? Pois é! É um exemplo perfeito de uma ferramenta de gestão de projetos que utiliza o método.


Se você gostou de saber mais sobre o método kanban e quer ficar por dentro de outras técnicas que podem fazer a diferença na sua rotina, acompanhe a iestro nas redes sociais! Estamos no LinkedIn e no Instagram.



2 visualizações0 comentário