Proposta PJ: o que levar em conta antes de aceitar ou recusar?



Tem sido cada vez mais comum a contratação PJ no mercado. Isso porque o modelo reduz o custo que os empregadores têm com o time, já que ficam livres de algumas obrigações impostas pelo regime CLT. Para saber se é uma boa opção ou não, separamos algumas dicas que podem ser valiosas. Acompanhe!


4 fatores que devem ser avaliados antes de aceitar uma proposta PJ


1. As burocracias


Um contrato PJ exige que o trabalhador abra uma empresa – e aí, aqui, é importante estudar qual empresa ele deverá abrir e quais gastos fiscais ela traz. A modalidade do Microempreendedor Individual, o MEI, é a mais comum, mas há atividades que exigem uma Empresa Individual ou Sociedade Simples, por exemplo, e as regras são bem diferentes. Então, antes de tudo, consulte um contador, combinado?


2. A remuneração


Normalmente, a remuneração pelo PJ costuma ser maior para "compensar" os benefícios que o empregado teria se trabalhasse no regime CLT (férias, 13º salário, plano de saúde e por aí vai). Portanto, coloque na ponta do lápis esses compromissos para entender se o valor da remuneração vai continuar sendo interessante.


3. Responsabilidade financeira


Um contrato PJ exige uma disciplina financeira muito maior, porque na maioria das vezes o próprio trabalhador terá que fazer a sua reserva. Ele não conta com seguro desemprego ou FGTS ao pedir demissão ou ser demitido, por exemplo. Então, se o controle financeiro não é um hábito seu, comece a estudá-lo agora e coloque em prática o quanto antes, hein?


4. Flexibilização


Os trabalhos PJ costumam ser mais flexíveis – desde o horário às entregas, metas e prazos –, já que determinadas exigências podem configurar vínculo empregatício. Para algumas pessoas, essa flexibilidade no dia a dia é um fator importante e pode significar muito na hora da decisão. Então, avalie a sua rotina e entenda o peso desse critério para você.


Está em busca de recolocação no mercado ou quer mudar de emprego? Fique de olho nas vagas da iestro: acompanhe pelo LinkedIn e pela nossa página de carreiras.


43 visualizações0 comentário