Tudo que você precisa saber sobre o Setembro Amarelo


Você provavelmente já ouviu falar sobre a campanha, que tem ganhado relevância já há alguns anos. A seguir, confira as principais informações sobre o movimento.


O que é o Setembro Amarelo e para que serve?

O Setembro Amarelo é uma campanha que alerta para a importância da saúde mental e a prevenção do suicídio. Desde 2014, a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) organiza o movimento nacional em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM).


Neste ano, o lema da campanha é "a vida é a melhor escolha!". Segundo o site oficial, é fundamental que todos atuem ativamente na conscientização da importância da vida e ajudem na prevenção do suicídio, um vez que o tema ainda é visto como tabu. "É importante falar sobre o assunto para que as pessoas que estejam passando por momentos difíceis e de crise busquem ajuda e entendam que a vida sempre vai ser a melhor escolha", reforça a publicação.


Datas e dados oficiais

Em 2003, o dia 10 de setembro foi escolhido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como o Dia Mundial da Prevenção ao Suicídio.


Estamos falando, afinal, de um problema de saúde pública: segundo a OMS, mais pessoas morrem por ano por suicídio do que por HIV, malária, câncer mama, guerras ou homicídios. Entre jovens de 15 a 29 anos, o suicídio aparece como a quarta causa de morte, depois apenas de acidentes de trânsito, tuberculose e violênci interpessoal.


Por que a cor amarela?

Há quem diga que a cor amarela simboliza a esperança. Contudo, de acordo com o Guia da Estudante, da editora Abril, a cor foi adotada em homenagem a Mike Emme, um jovem americano que tinha um Mustang 68 amarelo e cometeu suicídio aos 17 anos. "No dia do seu velório, seus pais e amigos decidiram distribuir cartões amarrados em fitas amarelas com frases de apoio para pessoas que pudessem estar enfrentando problemas emocionais", pontua a matéria.


Participe da campanha

A página oficial do Setembro Amarelo disponibiliza diversas peças informativas para alcançar cada vez mais pessoas. São materiais de uso público – incluindo cartilhas, folhetos, panfletos, posts e cartaz aos pais – que você pode acessar e compartilhar! Clique aqui e confira.


E você, já sabe como pode contribuir na divulgação e conscientização das pessoas sobre a prevenção do suicídio? Pesquise, compartilhe e faça a sua parte!


6 visualizações0 comentário